Comemoração do Dia Mundial da Doença de Alzheimer

O número de pessoas idosas portadoras de demência tem aumentado significativamente em todo o mundo, sendo a doença de alzheimer a que apresenta mais casos.
Face a esta problemática, encontramos também a inexistência ou pouca oferta de respostas sociais capazes de realizar um acompanhamento específico desta patologia em particular.
A nossa instituição, dia após dia, tem vindo a trabalhar no sentido de auxiliar, capacitar e formar diferentes colaboradores, criando uma ala especializada para pessoas idosas com demência, realizando assim um trabalho diferenciado e focado para a melhoria do seu bem-estar.
Hoje, dia 21 de Setembro, comemora-se o Dia Mundial da Doença de Alzheimer. Decidimos assim partilhar convosco o testemunho dos nossos trabalhadores formais, especializados nesta área. Desfrutem.

 

“Recordar é Viver!”: Sessão de Reminiscências

No passado dia 13 de agosto a Terapeuta Ocupacional do Centro de Dia realizou com os idosos da unidade “Nós da Memória” uma atividade de reminiscências. O principal objetivo da mesma foi evocar memórias a longo prazo utilizando, para isso, fotografias que os idosos escolheram com os seus familiares referentes a um momento importante nas suas vidas.
No decorrer da atividade foram colocadas questões que permitiram aos idosos descrever a fotografia, nomeadamente o espaço envolvente, as pessoas presentes, em que período decorreu e a que momento se referia.
A atividade foi do agrado de todos os idosos uma vez que permitiu reviver momentos felizes do passado.

Concerto de Verão no Centro de Dia

No dia 29 de agosto o Senhor Delfim Lima (voluntário da S.C.M.O.) presenteou os idosos da resposta social de Centro de Dia, Casa de S. Thomé e Estrutura Residencial para Idosos com um concerto. Assim, os idosos puderam usufruir de uma tarde diferente, recordando “músicas do seu tempo” e conhecendo temas únicos escritos pelo nosso voluntário. Esta foi uma tarde bastante animada e do agrado de todos.
Ao Senhor Delfim, o nosso agradecimento especial por estar sempre disponível para animar os nossos idosos!

Idosos do Centro de Dia e do Serviço de Apoio Domiciliário Visitam a Viagem

Medieval em Terras de Santa Maria
A viagem medieval de Santa Maria da feira é o maior evento de recriação medieval da Europa e já conta com a 22ª edição, melhorando, anualmente, vários aspetos de modo a satisfazer o seu público. Este ano foi recreado o reinado de D. Pedro I.
No dia 7 de agosto os idosos das respostas sociais de Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário tiveram oportunidade de visitá-la. Durante a tarde, os idosos puderam conhecer as diferentes áreas temáticas, degustar doces conventuais e ainda assistirem a dois espetáculos: um teatro e uma atuação de um grupo de bombos.
Nesta tarde de alegria e bem-estar, prevaleceu a boa disposição e a partilha de gargalhadas.

Grupo Caminheiros visita a Santa Casa da Misericórdia

Manhã de jogos animados com os escuteiros no Centro de Dia
Decorreu no dia 2 de agosto, uma atividade intergeracional, entre os idosos da resposta social de Centro de Dia e um grupo de escuteiros, onde tiveram a oportunidade de usufruir de uma manhã de jogos desportivos. Deste modo, esta manhã foi iniciada com uma aula de ginástica e uma caminhada no jardim das instalações. Posteriormente os idosos foram subdivididos em grupos, juntamente com os escuteiros, para poderem partilhar experiências e disfrutar dos jogos.
Com a finalização da atividade, foi percetível o grau de satisfação, tanto dos idosos, como dos escuteiros, em nome da Santa Casa da Misericórdia de Ovar, o nosso agradecimento ao grupo de escuteiros por se terem entregue aos idosos e a esta “manhã diferente” de uma forma muito especial.

Piquenique na Torreira

No dia 31 de julho os idosos da resposta social de Centro de Dia tiveram oportunidade de disfrutar de um dia diferente no meio da natureza. Assim, pelas 10h dirigimo-nos até à praia da Torreira para fazermos uma caminhada e tomar um café à beira mar. Na hora de almoço fizemos um piquenique no agradável parque de merendas da Torreira.
Dinamizamos a tarde através de torneios de dominó e cartas e para terminar da melhor forma, os idosos foram a uma esplanada à beira rio, saborear um delicioso geladinho. Esta foi uma atividade que promoveu o convívio intrageracional e foram proporcionados momentos de prazer e bem-estar aos idosos. Ficou a promessa de lá regressarmos!

Visita aos moinho de UL

Pessoas Idosas das respostas socias de Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário visitam os moinhos de UL 

“…Onze moinhos, dois rios, três pontes, três pólos museológicos em 30 hectares de terreno…”, e é assim composto o Parque Temático Molinológico de Oliveira de Azeméis, um espaço com contacto com a natureza, história e tradições. Assim, no dia 24 de julho os idosos das respostas socias de Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário tiveram a oportunidade de conhecer este espaço fantástico.
A tarde teve início com uma visita guiada pelos moinhos e pelos museus e, por fim, ainda puderam observar a cozedura das saborosas padinhas e roscas de UL. No fim da visita todos os idosos puderam degustar as deliciosas padinhas.
Este foi uma visita que superou as expectativas dos idosos ficando a promessa de lá regressar.

Comemoração do Dia do Amigo

Concerto animado com o coro sénior do Centro de Dia
Como comemoração do Dia do Amigo, no dia 20 de julho as pessoas idosas do coro sénior da resposta social de Centro de Dia presentaram os utentes da Cercivar com um concerto muito animado.
As pessoas idosas iniciaram com a declamação de poesia e frases sobre a amizade de modo a reforçar este valor, que é muito importante, e a principal mensagem transmitida foi: “ajudar sempre o próximo”. Depois desta reflexão, os idosos cantaram músicas tradicionais portuguesas com a ajuda dos nossos voluntários do ateliê de música: o Sr. Carlos Baldaia, a Dª Leonor Baldaia e a Dª Helena Andrade. A atividade intergeracional desenvolvida foi bastante interessante e do agrado de todos os participantes.
Agradecemos, mais uma vez, aos nossos voluntários do ateliê de música por estarem sempre disponíveis para acompanharem os nossos idosos.