Marmelada à moda antiga

Está a perder-se o hábito de confecionar marmelada caseira. Era frequente oferecer-se uma tigela de marmelada aos vizinhos ou quando se visitavam amigos ou família. Supõe-se que tenha origem no Médio Oriente, existem registos de vários doces com frutas desde a Idade Media, a marmelada terá embarcado em várias naus das Descobertas, pela sua facilidade de conservação.
Por ser uma atividade de culinária muito apreciada, a equipa do Centro de Dia com a colaboração das pessoas idosas, nesta estação do ano preparam por tradição esta doce iguaria, para consumo semanal ao longo dos frescos dias de Outono.
Os presentes referem que o marmelo é uma fruta com polpa ligeiramente amarga, por isso é cozido com açúcar até se obter um puré. Logo depois guarda-se em taças, cobertas com papel vegetal embebido em água ardente.
No final da atividade a sensação de prazer agradável nos participantes foi visível à vista, quando se dividia a marmelada, aquele brilho fazia-nos, de imediato, crescer água na boca.
Viva a doce marmelada!